O que dizem

Bom dia, estou amando o livro, agradeço-te. Graças ao teu livro que estou a me inclinar na leitura – coisa que era difícil acontecer…”

Joelson Jorge – Estudante

Olá boa noite, já tive a oportunidade de ler o livro, está muito fixe! Pensei que o apresentador do livro estivesse a exagerar quando disse que chorou. Mas também acabei por chorar!”

Queta da Silva, Estudante

Estou a amar o livro, é meu companheiro na caminhada para o táxi, juro que estou a amar! Me faz viajar no tempo…”

Engrácia Cafala, Médica

Parabéns pela iniciativa e coragem colega Chicola, o livro está muito bom! Conteúdo que estimula reflexão e melhoramento das nossas acções enquanto mediadores do processo de ensino e aprendizagem. Reitero, parabéns e sucessos.”

Luísa Nicolau, Professora universitária

Bom dia Chicola, no final de tudo quase lagrimei, emocionei-me muito com o desfecho do Paciência Inquieta. Minha crítica consiste apenas na parte da editora, cometeu alguns erros ortográficos nos textos e existe frases que começam no plural e terminam no singular. São apenas esses pormenores, o resto é nota 10 – eu quase lagrimei no desfecho da história.”

Domingos Francisco, Empreendedor

Olá António, estou a gostar de ler o teu livro. História real do nosso quotidiano, mas essa carta que o orador sempre lê, era você?”

Madalena Catala, Psicóloga

… não terminei de ler ainda, porque a minha esposa espreitou e disse que só vai largar quando terminar de ler o livro. Agradeço pela boléia no passado e reflexão que farei enquanto professor. Sucessos, o livro está bom.”

Virgílio Santos, Professor

Excelente livro, parabéns!”

Delfina Bandola, Estudante

Meu parecer sobre o livro Paciência Inquieta:
Pontos negativos – estão centrados na edição, faltou arte e requinte para uma história tão provocante e fantástica, existem erros ortográficos, falhas de espaçamento e parágrafos; 
Pontos positivos – mano a história é muito foda (no bom sentido), tocaste bem nos pontos, criaste humor, reflexão acima de tudo, e aquele final digno de cinema!”

Márcio Manuel, Psicólogo e Escritor

Bem, queria dizer que adorei o livro e que me inspirou a dar mais valor nos professores, e a ver os dois lados importante da história – professores e alunos.”

Francelino Mateque, Estudante

“Paciência Inquieta, um livro de fácil leitura e logo no começo desperta um desejo de continuar a ler, lí em 4 horas. Trata-se de um romance que muito me identifico, muita das vezes me ví presente no livro, como estudante, platéia e professora. O personagem principal é um jovem de opinião própria, amante do saber, fala com propriedade e com sede de conhecimento. Muitos de nós somos uma Paciência – só que quieta demais, medrosos, inseguros sem opinião própria… o livro servirá de reflexão para os estudantes e professores, nunca me identifiquei tanto com um livro! Obrigado António pelo livro que muito ajudará o ensino em Angola.”

Maria Hebo, Professora