PRATO MEIO CHEIO, MEIO VAZIO

Prato meio cheio, meio vazio

 

 

Sumário

 

Agradecimentos

 

1. O que é a agricultura

 

  • Mudar é preciso
  • Uma breve história da agricultura
  • Agricultura não é Pop; é VUCA
  • O papel do capital na agricultura
  • Investimentos públicos
  • Quem alimenta o mundo?
  • Inovações tecnológicas na agricultura
  • Organismos geneticamente modificados (OGMs)
  • Agricultura de precisão

2. O que é sustentabilidade?

 

  • Impactos da agricultura na sustentabilidade econômica
  • Como melhorar a sustentabilidade econômica de uma propriedade rural
  • Impactos da agricultura na sustentabilidade social
  • Como melhorar a sustentabilidade social de uma comunidade rural
  • Impactos da agricultura na sustentabilidade ambiental
  • Como melhorar a sustentabilidade ambiental do planeta
  • Colaboração é a solução

Epílogo
Referências

Não tenhamos medo, mas estejamos certos de que teremos que nos esforçar mais. Apesar das dificuldades e inseguranças, temos totais condições de produzir alimentos saudáveis de forma mais sustentável para toda a humanidade. No entanto, nós, consumidores de alimentos, teremos que nos dedicar mais para entender melhor os sistemas de produção de alimentos e o que são estes alimentos. Precisamos diferenciar o que é verdade e o que é mentira, distinguir fatos de mitos sobre os alimentos que consumimos diariamente. Este esforço por um melhor entendimento da agricultura em geral é a nossa parte para garantir uma agricultura mais sustentável.

 

Com as informações corretas, poderemos exigir dos agricultores e de toda a cadeia de produção de alimentos que façam mais para tornar a agricultura mais sustentável e os alimentos mais saudáveis. Como os clientes têm o poder de escolha, os consumidores, munidos de conhecimento, têm o poder de direcionar a forma de produção e o tipo de alimentos que queiram. E a cadeia de produção, como fornecedora, precisa se ajustar a estas demandas para sobreviver.

Na verdade, o consumidor e o produtor ou fornecedor de alimentos já foram a mesma pessoa há mais de 10 mil anos. Com o surgimento da agricultura, a produção de alimentos tem sido transferida do consumidor para o agricultor e, cada vez mais, as pessoas têm confiado sua alimentação nas mãos do profissional do campo. Este processo vem ocorrendo por milênios e se acelera com cada nova revolução na agricultura, a qual viabiliza um aumento de produtividade ou maior eficiência na produção de alimentos, oferece condições para que mais pessoas deixem de produzir seu próprio alimento e mudem para as cidades ou encontrem outra profissão. Esta tendência irá continuar e, cada vez mais, a humanidade irá depender de um número menor de pessoas para produzir os alimentos.

Por outro lado, este distanciamento cada vez maior entre o consumidor e a produção de alimentos tem feito com que as pessoas percam o conhecimento de como os alimentos são produzidos. Neste sentido, os consumidores se tornaram alheios aos desafios e ameaças que os produtores precisam enfrentar diariamente para levar comida ao prato de todos. Com isto, mitos e falsidades sobre a produção ou características dos alimentos são propagados facilmente através de redes ou mídias sociais e, além disso, poucas pessoas têm acesso à informação correta.

No entanto, tanto a produção de alimentos continuará sendo um grande desafio e precisará transformar-se em algo mais sustentável, como os consumidores precisarão conhecer melhor como a agricultura funciona. Desta forma, tenho dois objetivos com este livro. O primeiro é descrever como foi a evolução da agricultura desde seu início, passando pelos desafios de alimentar uma humanidade sempre crescente e com menos pessoas dedicadas à produção de alimentos. Essa é a parte da agricultura. O segundo objetivo é mostrar que o futuro da alimentação humana deve ser baseado na sustentabilidade econômica, social e ambiental ou não teremos alimentos para todos e nem o próprio planeta como o conhecemos. Essa é a parte da sustentabilidade. Tenho certeza de que a cadeia de produção de alimentos – dos agricultores até as empresas fornecedoras de insumos e máquinas, passando por cooperativas e tradings – estará disposta a atender a esta demanda da melhor forma possível. […]

Engenheiro agrônomo, formado pela UFV (Universidade Federal de Viçosa) Ph.D em Entomologia (University of Minnesota, EUA) e MBA pela FIA (Fundação Instituto de ­Administração, SP). Tem 20 anos de experiência em pesquisa e desenvolvimento (P&D) de tecnologias aplicadas à agricultura, incluindo a Biotecnologia, defensivos agrícolas, controle biológico, feromônios, entre outras. Publicou mais de vinte artigos científicos, palestrou em várias conferências e congressos técnicos e profissionais.
Também trabalhou nas áreas de estratégia e gerenciamento de produtos nos EUA, Brasil e ­Argentina. Além disso, atua como investidor-anjo de startups brasileiras e é cofundador da rede social Youagro. Atualmente, é diretor de P&D de uma startup que desenvolve tecnologias mais sustentáveis para o manejo de pragas na agricultura.
Nos últimos anos, tem voltado seu olhar e interesse para toda a cadeia de produção de alimentos, seus êxitos, desafios e oportunidades de melhoria. Isso resultou na publicação deste livro e na criação do canal de comunicação Onzebi (www.onzebi.com), voltado à análise, troca de informações e recomendações para tornar a agricultura mais sustentável.

Tederson L. Galvan

Autor Livro Prato meio cheio, meio vazio

ADQUIRIR O LIVRO 

Adquira o ebook na Amazon Kindle:

O planeta Terra precisará abrigar e alimentar Onze bilhões de pessoas em 2100. Para isto, a humanidade precisa mudar seu modelo de produção e consumo de alimentos tanto para preservar o planeta como melhorar a alimentação para todos.

Fale Conosco

2021 @ ONZEBI